Página Inicial

Aprosoja orienta produtores sobre próximos passos em torno do Funrural

Publicado em 29 de setembro de 2017

As indefinições em torno da constitucionalidade do Funrural (Fundo de Assistência e Previdência do Trabalhador Rural), votada pelo STF, e de sua cobrança retroativa e futura também têm preocupado o produtor. A safra começa com muitas possibilidades em discussão, como as alterações na Medida Provisória 793/2017, que trata do refinanciamento do passivo e teve o prazo de adesão prorrogado para 30 de novembro; a validação do PRS 13/2017 (extinção do Funrural); e a solicitação de embargos e da modulação da decisão do STF, que publicou o acórdão sobre a votação do Funrural esta semana.

“A Aprosoja-GO está trabalhando para que o PRS seja validado e defendemos que a cobrança futura seja opcional sobre a folha de pagamentos dos empregados ou sobre a comercialização bruta”, informa o presidente Bartolomeu. “Mas se a Justiça não entender de vez o quanto o atual modelo do Funrural prejudica o setor e tivermos que recolher esse imposto sobre nossas vendas, a rentabilidade da soja vai ficar ainda mais achatada.”

No vídeo, os presidentes da Aprosoja Brasil (Marcos da Rosa), Aprosoja-GO (Bartolomeu Braz) e Aprosoja-MT (Endrigo Dalcin) explicam os próximos passos em relação ao Funrural. Acompanhe!

https://www.youtube.com/watch?v=c4Chto3cLCo&feature=youtu.be